A mãe de três crianças que apareceram mortas em casa, em Londres, foi formalmente acusada de homicídio dos filhos.

Tania Clarence, de 42 anos, é suspeita de ter matado os dois filhos gémeos de três anos e uma filha de quatro anos. As crianças, que sofriam todas de uma deficiência genética, atrofia muscular espinal, foram encontradas sem vida na terça-feira à noite.

O pai estava ausente na altura da morte das crianças com a filha mais velha do casal, de oito anos, que não sofre do mesmo problema dos irmãos. Gary Clarence, que é executivo num banco de investimentos, esteve em tribunal a assistir à formalização da acusação.

As autópsias às três crianças estão a decorrer num hospital de Londres.