Um cão de raça pastor alemão morreu, na sexta-feira, após proteger os donos e salvá-los de um tiroteio ocorrido em Atlanta, nos EUA. O cão, chamado Noah, estava sentado no banco ao lado do condutor do carro quando o veículo foi atingido por tiros. Depois de ser baleado, o animal ainda saltou pela janela e perseguiu o carro de onde os tiros provinham, refere a polícia, citada pela agência Reuters.
 
Além do cão, no carro, estavam a condutora, Diondra Page, e os três filhos. Nenhum deles foi ferido. «Noah colocou-se na frente dela [Diondra], evitando que fosse ferida pelos disparos», disse ainda a polícia.
 
Ninguém foi preso. De acordo com as autoridades, os tiros ocorreram após uma briga de trânsito entre outros dois veículos. O motorista de um desses carros irritou-se e começou a dar tiros, que atingiram o carro da família de Noah e algumas lojas nas proximidades.
 
A dona contou que Noah ainda seguiu o carro de onde os tiros provinham, até não conseguir andar mais e morrer na sequência dos ferimentos.