[Notícia atualizada às 20h34]

O Presidente do Egito, Mohamed Morsi, foi esta quarta-feira deposto pelas Forças Armadas e será substituído interinamente pelo presidente do Tribunal constitucional, sendo ainda suspensa a Constituição, anunciaram responsáveis militares.

O chefe do exército do Egito, general Abdel Fatah al Sisi, justificou o afastamento do presidente por ele «não ter cumprido as expectativas» do povo.

O responsável disse ainda que a Constituição está suspensa temporariamente, durante um período de transição, no qual o governo será exercido por um grupo de tecnocratas. Nesse período, a Constituição vai ser revista, com vista à convocação de novas eleições.