Milhares de pessoas saíram à rua esta quarta-feira no Egito e os alertas das agências internacionais fala em golpe de Estado.

«Conselheiro de segurança nacional do Presidente do Egito diz que está em curso um golpe militares», noticiou a agência Reuters, acrescentando:

«Nenhum golpe militar pode ser bem sucedido contra a resistência popular sem banho de sangue».

Entretanto, o Presidente Morsi, assim como outros elementos da Irmandade Muçulmana, foram impedidos de deixar o país.

Segundo uma testemunha disse à Reuters, há centenas de militares junto ao palácio presidencial.