Uma mulher exposta há uma semana ao agente químico 'novitchok´ no sul de Inglaterra morreu este domingo, anunciou a polícia britânica.

A polícia metropolitana de Londres informou que Dawn Sturgess, 44 anos, morreu este domingo no hospital em Salisbury, a cidade onde um antigo espião russo e a sua filha foram envenenados em março, com o mesmo agente enervante.

A localidade de Amesbury fica apenas a 10 quilómetros de Salisbury, onde em março o ex-espião Sergei Skripal, um britânico de origem russa com 66 anos, e a filha de 33 anos, Yulia, de nacionalidade russa, foram vítimas de um ataque com um agente neurotóxico de nível militar de origem russa.

No referido incidente, os serviços de emergência foram chamados na noite de sábado, 30 de junho, depois de um homem e uma mulher, terem sido encontrados inconscientes dentro de uma casa.

Recorde-se que além de Dawn Sturgess, a vítima mortal, um homem também foi exposto ao agente químico - Charlie Rowley, de 45 anos - e continua internado "em estado crítico" no hospital.

Theresa May, primeira-ministra britânica já fez saber "estar chocada" com esta morte.