As duas filhas mais novas do ex-Presidente da África do Sul, Nelson Mandela, souberam da morte do pai na estreia do filme «Mandela: Longo Caminho para a Liberdade», em Londres, informou esta sexta-feira a fundação do líder sul-africano.

Zindzi e Zenani tinham acabado de estar com o príncipe William e a sua mulher Kate, a duquesa de Cambridge, Catherine Middleton.

No entanto, as filhas de Mandela pediram que a estreia de «Mandela: Longo Caminho para a Liberdade» continuasse.

Luto de dias e povo com direito a despedir-se de Madiba

Leia aqui o perfil de Nelson Mandela

O príncipe William fez uma curta declaração após cumprir dois minutos de silêncio no final do filme.

«Acabámos de ser recordados de quão extraordinário e inspirador era Nelson Mandela e os meus pensamentos e orações estão com ele e com a sua família», disse o príncipe, ao lado da mulher, Catherine.

Segundo a AFP, esta será a primeira vez que um membro da família real dá uma resposta não redigida a uma grande concentração de jornalistas.

Mundo reage: veja os vídeos

O «Daily Express» relata que os espetadores que assistiram à estreia do filme saíram do cinema em silêncio e «em choque».

O filme, que tem o ator Idris Elba como Mandela, estreia este mês em Portugal, recorda a Lusa.

A morte de Nelson Mandela, aos 95 anos, foi anunciada pelo Presidente da República da África do Sul, Jacob Zuma, numa comunicação televisiva na quinta-feira.

Líder da luta contra o «apartheid», Nelson Mandela foi o primeiro presidente negro da África do Sul, entre 1994 e 1999.