Turistas na Indonésia ignoraram as instruções das equipas de resgate para a retirada de pessoas devido à erupção do monte Barujai para poderem continuar a tirar fotografias.

A informação foi avançada pela agência de desastres do país, que estava encarregue de retirar os 1.023 turistas, incluindo 639 estrangeiros, que estavam no parque no momento.

Alguns turistas não queriam sair”, afirmou Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da agência, à AFP. “Eles queriam filmar a erupção do Barujari e alguns até se esconderam dos funcionários. Eles sabiam que era perigoso, mas ainda assim quiseram filmar.”

Foi criada uma zona de perigo que se estende a três quilómetros da cratera do vulcão.

O monte Barujai, no Parque Nacional do Monte Rinjani, na ilha de Lombok, entrou em erupção na última terça-feira, com a expelição de fumo e cinzas a cerca de dois quilómetros nos céus.

Os voos foram desviados para a vizinha ilha de Bali.

Apesar das indicações, são algumas as imagens da erupção partilhadas nas redes sociais.