Um tribunal da Venezuela sentenciou a 24 e 26 anos de prisão três dos dez implicados no homicídio da atriz e modelo Mónica Spear, e do seu marido, assassinados durante um assalto em janeiro numa estrada no centro do país.

Mónica Spear, de 29 anos, e o marido, Thomas Henry Berry, de 39 anos e nacionalidade irlandesa, foram assassinados a 06 de janeiro na presença da filha de cinco anos, depois de o automóvel em que seguiam ter avariado numa estrada no centro da Venezuela, obrigando-os a parar e a solicitar assistência.

Um grupo de assaltantes disparou contra o carro, causando a morte do casal e ferimentos na menina.