O rei de Marrocos, Mohamed VI, empossou hoje um novo governo, liderado por islamitas, e terminou com a crise política, que durava há meses, depois de um partido ter abandonado a coligação governamental, disse um ministro à AFP.

O rei «acaba de empossar o novo governo» numa cerimónia no palácio real, em Rabat, disse o ministro da Justiça, Mustafa Ramid, que integra o partido islamita da Justiça e do Desenvolvimento (PJD), cujo líder, Abdelila Benkirane, permanece primeiro-ministro.

No novo Executivo, Saad-Eddine El Othmani foi substituído como ministro dos Negócios Estrangeiros por Salaheddine Mezouar, que dirige a União Nacional de Independentes (UNI), cujo acordo para integrar o governo impediu que este caísse.