Um carro bomba explodiu, esta sexta-feira, frente a um hotel no centro da capital da Somália, Mogadíscio, e vários homens entraram dentro do edifício aos tiros, avança fonte policial citada pela Reuters.

Segundo a mesma fonte, o ataque matou seis pessoas e o vice-primeiro-ministro  Mohamed Omar Arte e o ministro dos Transportes Ali Ahmed Jamac ficaram feridos, tal como um advogado.

«Podemos confirmar a morte de seis pessoas, incluindo militares e civis. O número deverá aumentar», revelou a polícia.

O ataque foi reivindicado pelo grupo islamita al Shabaab.

«Estamos por detrás do ataque. Tínhamos como alvo os funcionários do governo no hotel. Isto é parte da nossa operação em Mogadíscio», afirmou o porta-voz do grupo, Sheik Abdiasis Abu Musab.