O ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique classificou esta quinta-feira as ameaças da Renamo, maior partido da oposição, uma violência psicológica aos moçambicanos. 

"Estamos perante uma violência psicológica, uma das coisas mais terríveis que podem existir", disse Oldemiro Baloi, falando à imprensa, à margem da acreditação de novos embaixadores em Maputo.

O país vive atualmente sob ameaça de um conflito militar entre o exército e a Renamo (Resistência Nacional Moçambicana).

 O chefe da diplomacia moçambicana manifestou-se preocupado com as ameaças à paz e à estabilidade no país, considerando que este clima cria um ambiente de incerteza, afetando os investimentos estrangeiros.

Por isso, enalteceu a importância da paz para um povo que "recupera dos traumas da guerra civil", cita a Lusa.

O poder, no governo moçambicano, está nas mãos da Frente de Libertação de Moçambique, a Frelimo.