O jornalista moçambicano Ericino de Salema, raptado e agredido há três meses em Maputo, já anda e poderá ter alta dentro de um mês, disse hoje à Lusa fonte familiar.

A fonte adiantou que Ericino de Salema está a fazer trabalho de fisioterapia no hospital sul-africano para onde se deslocou depois de ter sido atacado por desconhecidos, a 27 de março.

"Recupera bem, já anda, apesar de ainda ter limitações nos movimentos, e poderá ter alta dentro de um mês", acrescentou.

Ericino de Salema foi levado por desconhecidos à saída do Sindicato Nacional de Jornalistas (SNJ), onde estivera a almoçar, tendo sido agredido com instrumentos contundentes nas pernas.

Os agressores abandonaram o jornalista perto da estrada circular de Maputo, sendo encontrado por populares que o levaram ao hospital.

A polícia moçambicana ainda não anunciou nenhuma detenção relacionada com o caso.

À data do seu rapto e agressão, Ericino de Salema era comentador do programa "Pontos de Vista", do canal privado de televisão STV.