A Polícia da República de Moçambique (PRM) anunciou esta terça-feira que deteve, em Maputo, um jovem suspeito de envolvimento no assassínio de um português, ocorrido a 10 de dezembro, na sua residência na capital moçambicana.

Segundo o porta-voz da PRM, Arnaldo Chefo, «há indícios do envolvimento do jovem na morte do cidadão português», um empresário.

Esta foi a segunda detenção relacionada com o crime, após um outro suspeito ter sido capturado nas redondezas da residência da vítima, com manchas de sangue na roupa.

O porta-voz da PRM acrescentou que «decorrem diligências para a captura de uma mulher que se encontrava juntamente com o guarda, no local do crime».

Segundo jornais de Maputo, a residência da vítima foi encontrada totalmente vandalizada, mas sem indícios de roubo, e as viaturas e respetivas chaves foram todas encontradas no local.