Os dirigentes chineses consideraram «irresponsáveis» as críticas dos EUA ao seu projeto de construção de uma ilha artificial, com capacidade de receber aviões, numa área disputada do Mar do Sul da China.

A declaração do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China foi feita depois de um porta-voz militar norte-americano apelar a Pequim para que suspende o que descreveu como um vasto projeto de reivindicação do arquipélago das ilhas Spratly.

O conjunto de ilhas, que os chineses designam por Nansha, também é reclamado, no todo ou em parte, por Brunei, Malásia, Filipinas, Taiwan e Vietnam.