A pessoa mais velha do mundo, a japonesa Misao Okawa, morreu esta quarta-feira aos 117 anos por causas naturais, informou a estação pública nipónica NHK.

Misao Okawa morreu pouco antes das sete da manhã locais (noite de terça-feira em Lisboa) num lar em Osaka, no oeste do Japão, onde residia, disseram fontes médicas à NHK.

Desde fevereiro de 2013, Okawa era reconhecida como a mulher mais velha do mundo pelo «Guinness Book of Records», e desde agosto desse mesmo ano como a pessoa mais velha viva.

Okawa nasceu a 05 de março de 1898 em Osaka, e tinha três filhos, quatro netos e seis bisnetos.

Os seus segredos para a longevidade eram viver sem stress, dormir pelo menos oito horas diárias e comer o que gostava e de forma abundante, explicou em várias ocasiões à imprensa japonesa.

A japonesa celebrou o seu último aniversário no lar onde residia, junto da família, incluindo o filho mais velho Hiroshi, de 92 anos, e um bisneto de dois anos.

O Japão é também o país de origem do homem mais velho do mundo, Sakari Momoi, de 112 anos.

Em 2013, a esperança média de vida para as mulheres no Japão era de 86,61 anos, a maior do mundo, enquanto para os homens era de 80,21, a quarta mais extensa do mundo, de acordo com o Ministério da Saúde.