O incêndio numa mina de carvão na província chinesa de Heilongjiang, onde 22 trabalhadores estavam presos, causou este sábado a morte de 21 dos mineiros, com um ainda desaparecido, avança a imprensa oficial.

O incêndio começou pelas 23:00 de sexta-feira (15:00 em Lisboa) numa mina operada pela empresa pública Longmay, de acordo com fontes da administração de segurança laboral provincial.

As regiões do norte da China registam todos os anos dezenas de acidentes nas suas muitas minas, especialmente as que fazem extração de carvão, a principal fonte de energia da segunda economia mundial.