Um motim iniciado no sábado numa prisão brasileira do estado de Minas Gerais terminou no domingo, após 21 horas de rebelião, com a morte de dois presos e a libertação de 40 reféns, informaram as autoridades.

A Secretaria de Defesa Social de Minas Gerais explicou que a rebelião na prisão de Governador Valadares começou no sábado quando alguns prisioneiros destruíram as grades das suas celas, invadiram a área administrativa e iniciaram a destruição do centro penitenciário.

Em comunicado, a secretaria confirmou a morte de duas pessoas, e acrescentou que “há informação de outros mortos por causa do fogo, mas ainda não foi confirmado pelas autoridades no local”.