Instalaram-se na Madeira cerca de 3.000 portugueses vindos da Venezuela, segundo um levantamento feito por diferentes entidades da região, adiantou hoje o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque.

Temos um levantamento feito ao nível da Madeira, pelos serviços de educação, de apoio de saúde e do emprego também. Temos cerca de 3.000 pessoas que regressaram à Madeira vindas da Venezuela", disse à agência Lusa em Londres, durante uma visita à comunidade madeirense na capital britânica.

Tem sido dado apoio "na medida do possível", nomeadamente através dos serviços regionais de saúde e da educação, com jovens a serem integrados na escola e a serem acompanhados ao nível da língua, ajuda com documentação e assistência ao nível do Instituto do Emprego

A esperança é que a situação melhore na Venezuela", vincou.

A crise política, económica, social e humanitária causou uma deterioração da vida na Venezuela e, consequentemente, uma migração em massa de venezuelanos, entre os quais muitos emigrantes portugueses.