Pelo menos 22 refugiados, incluindo quatro crianças, morreram esta terça-feira de manhã ao largo da costa da Turquia, quando o barco em que seguiam naufragou antes de chegar à ilha grega de Kos, avançou a agência Reuters, que cita a guarda costeira turca.

As autoridades conseguiram salvar 211 pessoas que estavam a bordo da embarcação de madeira que tinha partido da cidade de Datca, indicou a agência.

O barco naufragou a cerca de 2,5 quilómetros da costa de Bodrum, a mesma onde há duas semanas apareceu o corpo da criança de três anos, Aylan Kurdi, cuja foto chocou o mundo.

A agência de notícias Dogan escreve que o grupo viajava num barco de madeira com cerca de 20 metros. Já no domindo, o naufrágio de uma embarcação feita com o mesmo material tinha naufragado ao largo da ilha grega de Farmakonisi, causando a morte a 34 pessoas, incluindo 15 bebés.

Nesta que é a maior crise de refugiados desde a segunda Guerra mundial, a ONU estima que a Europa venha a receber 850 mil pessoas só este ano. No entanto, dada a proximidade com a Síria, a Turquia já ultrapassou largamente esse número, tendo recebido dois milhões de pessoas.