Pelo menos 55 migrantes morreram num naufrágio ao largo da costa da Tunísia este domingo.

Segundo o Ministério da Defesa da Tunísia, que emitiu um comunicado, as autoridades conseguiram salvar 70 pessoas durante as operações de resgate, mas já foram recolhidos 46 corpos sem vida.

Estariam cerca de 180 migrantes, oriundos da Tunísia e de outros países africanos, no barco que naufragou. Numa outra embarcação, na mesma zona, também foi ao fundo com 15 pessoas. Nove morreram, entre elas seis crianças. 

Todos os anos milhares de migrantes oriundos de países africanos arriscam a vida, atravessando o Mediterrâneo rumo à Europa, em embarcações sem condições de segurança.

Uma das travessias mais usadas faz-se pela costa da Tunísia até à Sicília. 

Só este ano já morreram 660 pessoas no Mediterrâneo, segundo a Organização das Nações Unidas.

Nos primeiros quatro meses do ano chegaram à Europa mais de 22 mil imigrantes.