Uma quantidade inédita de 41 milhões de pessoas estava deslocada no mundo, em 2015, designadamente por causa da guerra, mais de metade da qual na Síria, no Iémen e no Iraque, segundo um relatório divulgado na terça-feira.

Em 2015, houve 8,6 milhões de novos deslocados devido a conflitos armados, dos quais 4,8 milhões no Médio Oriente e África do Norte, subindo o total para 40,8 milhões, indicou o Observatório das Situações de Deslocação Interna.

“Este número é mais elevado alguma vez registado e representa o dobro do número de refugiados no mundo”, deplorou Jan Egeland, secretário-geral do Conselho Norueguês para os Refugiados, que foi um dos coautores do documento do Observatório, que está baseado em Genebra.