Uma equipa de salvamento marítimo espanhola resgatou na noite de terça-feira 55 pessoas de origem subsariana, incluindo 13 mulheres que navegavam numa embarcação pneumática que partira do norte de Marrocos.

A embarcação foi localizada e os migrantes resgatados a mais de uma centena de quilómetros da costa de Granada e posteriormente transportados até o porto de Motril.

A operação de salvamento dos migrantes, de acordo com a agência de notícias espanhola Efe, decorreu durante todo o dia de terça-feira.

Esta é a terceira embarcação que foi alvo de buscas e salvamento pelas autoridades espanholas nas últimas horas, registando-se um total de 165 pessoas resgatadas e transferidas para o porto de Motril (Granada).

Os migrantes estão de boa saúde e foram ajudados pela Cruz Vermelha, que lhes prestou os primeiros cuidados médicos e nutricionais, para depois serem colocados sob a tutela da Polícia Nacional espanhola.

A Polícia Nacional não descarta nas próximas horas, como aconteceu com os 110 imigrantes que foram resgatados na tarde de terça-feira em dois botes, transferir as pessoas para um pavilhão desportivo em Motril, dada a falta de espaço que se verifica já no Centro de Atendimento ao Imigrante (CATI) localizado no porto.