A chanceler alemã, Angela Merkel, corrigiu este domingo o prognóstico do número de refugiados que receberá no seu país este ano, estimando que atingirão um milhão, em vez dos 800.000 previstos até agora, noticia hoje o jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung.

Segundo o jornal, Angela Merkel fez esta previsão no domingo passado na mini-cimeira entre a União Europeia e os Balcãs sobre a crise dos refugiados, onde estavam representantes de 13 membros da UE e dos países balcânicos.

O jornal adianta que a chanceler alemã chegou a afirmar aos seus parceiros que se não conseguirem conter os fluxos migratórios devem fechar-se as fronteiras.

Os presidentes da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e do Conselho Europeu, Donald Tusk, enviaram esta sexta-feira uma carta a todas as capitais com um ponto da situação sobre a aplicação das medidas acordadas na União Europeia para enfrentar a crise de refugiados, e na qual instam os 28 a honrar as promessas feitas e a concretizar as medidas decididas, algo que ainda está longe de acontecer, segundo os dados agora divulgados, e que serão constantemente disponibilizados e atualizados online.