O diretor da World Press Photo, Michiel Munneke, anunciou esta sexta-feira que vai deixar o cargo em novembro para novos projetos, ao fim de 12 anos à frente da organização holandesa que promove o concurso anual internacional de fotojornalismo.

A saída do diretor da World Press Photo (WPP), organização independente sem fins lucrativos criada na Holanda, em 1995, foi hoje anunciada para 01 de novembro, por Michiel Munneke e pelo presidente da entidade, Pieter Broertjes.

«Passei toda a minha ativa a dedicar-me a esta maravilhosa fundação, e os últimos 12 anos como diretor. Sinto-me honrado por ter liderado esta importante iniciativa holandesa por mais de uma década», declarou Munneke.

O ainda diretor da WPP disse que o último ano foi dedicado a desenvolver uma nova estratégia, e que agora «é tempo de passar o testemunho e dar o próximo passo».

Michiel Munneke começou a carreira no WPP em 1994, como estagiário, e foi contratado no ano seguinte como gestor de projetos no departamento de exposições.

Em 1997 passou a liderar os departamentos de concursos e de educação, iniciando projetos para jornalistas locais em África, Ásia e na América Latina. A partir de 1999, viria a tutelar várias pastas da direção.

Pieter Broertjes, num depoimento sobre a saída de Munneke, sublinhou a liderança exercida pelo responsável: «Sob o seu comando, a organização cresceu, as receitas e os recursos humanos duplicaram, o concurso de fotografia foi reformulado e foi acrescentado um concurso de multimédia, enquanto os programas educativos são parte essencial do nosso trabalho. Munneke vai deixar para trás uma organização saudável preparada para o futuro».

Além de promover mundialmente o trabalho de jornalistas da fotografia e multimédia, o WPP atribui bolsas e desenvolve programas educativos.

Em resultado do concurso anual, ao qual concorrem centenas de fotógrafos de dezenas de países, é apresentada uma exposição em itinerância por vários países.

A exposição relativa a 2014, com 53 fotografias premiadas, está patente até 24 de maio no Museu da Eletricidade, em Lisboa.