O jornal belga «De Morgen» é provavelmente a publicação mais falada daquele país neste momento, e como será de prever, não é pelos melhores motivos.

A edição de sábado está a ser altamente criticada, principalmente nas redes sociais, depois da publicação de duas imagens na secção de humor que, alegadamente, atacam o o presidente dos Estados Unidos e apelam ao racismo.

A primeira não será tão grave, criada ao estilo «meme», vemos a cara do presidente dos EUA entre duas frases, que estabelecem uma relação entre o facto de Obama ser o primeiro presidente negro e a marijuana se ter tornado legal em alguns Estados durante o seu mandato.

Já a segunda imagem foi a que verdadeiramente irritou o público e colocou o «De Morgen» na ordem do dia. A fotografia alterada digitalmente mostra Obama ao lado da sua esposa Michelle com cara de macacos.





Junto às fotografias surge uma imagem do presidente russo Vladimir Putin, que «supostamente» foi o responsável por enviar as fotos.

Entretanto, os editores do «De Morgen» já publicaram um artigo editorial, esta segunda-feira, a pedir desculpa pelo sucedido.

O artigo intitulado «O Morgen é racista?» faz referência à imagem e caracteriza-a como uma «piada de mau gosto» e explica que a equipa assumiu «que o racismo já não é aceitável, e que por esse motivo, acharam podia ser o assunto de uma piada».