Um ex-diretor dos serviços de inteligência norte-americanos (CIA) considerou que Donald Trump é um "agente involuntário de Putin" e que não tem qualificações para ser o próximo presidente dos Estados Unidos. Michael Morell acrescentou ainda que Trump é uma “ameaça à segurança nacional" . 

De acordo com o The Independent, Morrel passou cerca de 33 anos a trabalhar para a CIA e explicou que Putin é um ex-agente de inteligência especializado em descobrir as falhas dos outros. Posteriormente é "habilidoso em explorá-las".

Putin explora as debilidades de Trump fazendo-lhe elogios ", escreveu o ex-diretor da CIA num artigo de opinião para o The New York Times, onde lança forte críticas ao candidato republicano."Nos serviços de inteligência diríamos que Putin recrutou Trump como agente involuntário da Federação Russa."

O ex-diretor da CIA explicou que manteve o silêncio acerca das suas preferências políticas durante 40 anos, mas agora “não dá mais”. Morell disse publicamente que apoia a candidata democrata, Hillary Clinton, na corrida às presidenciais. 

Dia 8 de novembro vou votar em Hillary Clinton. Vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance para garantir que ela será a próxima presidente dos Estados Unidos.”

Morrel disse que a decisão do seu voto assenta em dois fatores: a “qualificação” da candidata democrata e o facto dos Estados Unidos ficarem “mais seguros” com Clinton.

O ex-diretor dos serviços de inteligência salientou ainda o contraste entre a candidata democrata e Trump, que segundo o qual representa “uma ameaça à segurança nacional”.

Em nítido contraste com Hillary Clinton, Trump não tem nenhuma experiência em segurança nacional. Ainda mais importante, os traços de carater que ele exibiu durante as primárias sugerem que ele seria um pobre, até mesmo perigoso, presidente", acrescentou.

Michael Morell junta-se a outras figuras públicas que também já lançaram fortes críticas ao candidato republicano. Há dois dias, Barack Obama referiu que Trump está “deploravelmente impreparado” para assumir o cargo presidencial.