A entidade que controla a atividade sísmica na Ilha Reunião, o Observatório de Vulcões de Piton de la Fournaise (OVPF), emitiu esta quinta-feira um alerta de erupção eminente para o Pico da Fornalha (Piton de la Fournaise). O comunicado foi divulgado na página oficial da entidade.

O Pico da Fornalha é um dos vulcões mais ativos do mundo e uma das maiores atrações da Ilha Reunião. No entanto, devido ao perigo, os acessos são condicionados.

As autoridades detetaram um aumento da sismicidade, alguma libertação de gás e a deformação da cratera do vulcão. Sinais que levaram à previsão de “erupção eminente”.

Perante o alerta, o autarca da ilha, onde foram descobertos os destroços que podem ser de um Boeing 777, decidiu limitar o acesso à zona em redor do vulcão e evacuar algumas zonas. Inclusive, a proibição de helicópteros aterrarem junto ao vulcão.

Numa altura em que a ilha está a ser inundada de jornalistas devido à descoberta de parte de uma asa de um avião e possibilidade desta pertencer ao voo MH370, as limitações poderão também condicionar a vida de quem chega agora à ilha.