Foi um momento complicado para a jornalista da MSNBC. Rachel Maddow emocionou-se ao noticiar que os bebés e as crianças, separados das famílias na fronteira dos Estados Unidos, estão a ser levados para abrigos de primeira infância no Texas. 

As notícia dos últimos dias têm chocado o mundo.

Na terça-feira, a organização não-governamental ProPublica divulgou uma gravação, feita por um anónimo que a entregou à advogada de direitos humanos Jennifer Harbury, onde se ouvem os gritos das crianças mexicanas separadas dos pais num centro de detenção temporário dos EUA na fronteira com o México..

De acordo com Harbury, que passou o áudio à ProPublica, a gravação foi feita na semana passada, não revelando, contudo, o local da gravação.

No entanto, na segunda-feira, a secretária da Segurança Interna norte-americana, Kirstjen Nielsen, afirmou não ter ainda ouvido a gravação, mas sublinhou que todas as crianças que se encontram sob custódia do Governo dos Estados Unidos estão a ser tratadas com dignidade e humanidade.

As autoridades norte-americanas confirmaram, na semana passada, que cerca de 2.000 migrantes menores foram separados das famílias na fronteira com o México nas últimas seis semanas, no âmbito da política “tolerância zero” aos imigrantes ilegais nas zonas fronteiriças impulsionada pela administração do Presidente Donald Trump.