Foram detidos, esta sexta-feira,um motorista de um camião de gás e dois assistentes, alegadamente relacionados com a explosão que arrasou, na quinta-feira, parte de uma maternidade na Cidade do México, matando pelo menos três pessoas e ferindo outras dezenas.

Segundo a CNN México, que cita um advogado de nome Rodolfo Rios Garza, o motorista está identificado como sendo Julio César Martínez e os seus dois assistentes são Carlos Chavez e Salvador Alatorre. As acusações ainda não são do conhecimento público.

Dois deles estão hospitalizados, na sequência do acidente, outro, com lesões menos graves, também passou pelo hospital.

No meio da tragédia, há histórias impressionantes de sobrevivência. Um dos heróis é um polícia, pai de dois filhos, que não teve receio de ir para os escombros à procura de sobreviventes. Remexendo nos escombros, pareceu-lhe ver um lençol a mover-se. Investigou e descobriu um bebé de barriga para baixo.  

Os sobreviventes têm descrito a explosão como «um pesadelo» e muitos encontram-se, ainda, em estado de choque.