Uma rede de 135 mulheres defensoras dos Direitos Humanos exigiu na quinta-feira às autoridades mexicanas a «imediata apresentação» da jornalista Zoila Edith Márquez Chiu, que desapareceu no sábado no estado de Zacatecas, centro do país.

«A Rede Nacional de Defensoras dos Direitos Humanos no México manifesta preocupação pela jornalista Zoila Edith Márquez Chiu, colaboradora do portal de notícias ¿Línea Informativa¿ e que está desaparecida desde sábado, 07 de dezembro de 2013» refere a organização em comunicado.

A rede, integrada por 135 ativistas que participam em 83 organizações em 20 estados do país, exige a «imediata apresentação da jornalista com vida», que se garanta a sua integridade física e que sejam encetadas investigações ao caso.