Mauro Enrique Vera Suárez preparava-se para entrar ao serviço quando foi dado o alerta da explosão num hospital pediátrico da Cidade do México, na quinta-feira. 

Quando lá chegou, a destruição assemelhava-se a um terramoto, como contou à CNN México. A explosão durante o abastecimento de gás ao hospital destruiu mais de 30 por cento da unidade hospitalar, que acolhia mães e bebés. Uma centena de pessoas continuaria no local. Suárez entrou.

Remexendo nos escombros, o agente pareceu-lhe ver um lençol a mover-se. Investigou e descobriu um bebé de barriga para baixo. 
 
Pai de dois filhos, reagiu de imediato e saiu dos escombros com o bebé ao colo. Imediatamente, Suárez foi considerado um herói nas redes sociais. A má qualidade da fotografia não descreve a grandeza do ato deste homem.

«Creio de que não foi um ato heróico, foi um ato de humanidade». Suárez prescindiu dos louros e pediu apenas para saber qual o estado de saúde da criança. 

O final do dia trouxe a notícia de que aquele bebé tinha sido uma das três vítimas do acidente. Comovido, o polícia prestou a sua solidariedade com os pais, um casal de 21 e 22 anos.