Um novo caso de bullying está a chocar o México. Um estudante de 9 anos, aluno do 3º ano da escola Venustiano Carranza, em Nava, Coahuila, foi abusado sexualmente pelos colegas.

De acordo com o jornal La Policíaca, o caso aconteceu há três semanas e segundo a denúncia da mãe do menor, o rapaz foi atacado por três colegas de turma, que o levaram para o balneário e lhe enfiaram um pau de vassoura pelo ânus.

Depois do sucedido, os pais notaram que o filho mudou de comportamento, tornando-se muito reservado, ausente, sem apetite, acordava durante a noite a chorar e com febre e de manhã não queria ir à escola.

Quando levaram a criança ao médico, foi-lhe detetada uma infeção na garganta que, apesar da medicação, não passou. O menino voltou a ir ao médico e foi-lhe detetada uma infeção no estômago uma vez que vomitava e tinha diarreia. A 4 de junho, na terceira visita ao médico, a doutora que o viu fez-lhe perguntas diferentes das habituais e o menino acabou por contar o que tinha acontecido.

O Ministério Público foi alertado e a mãe do menor apresentou queixa na Secretaria de Educação do Estado, afirmando que o filho foi ignorado pela diretora do grupo que não tomou atenção à criança por, supostamente, estar distraída com o telemóvel.

A subdiretora dos Serviços Educativos da Região Norte informou que esperam os resultados das investigações do MP para determinar as sanções a serem aplicadas à diretora e aos menores agressores.