A Procuradoria-geral mexicana informou, na terça-feira, que intercetou 104 latino-americanos ilegais dentro de um camião e que investiga um homem acusado de tráfico de pessoas no estado de Tamaulipas.

O exército mexicano revistou um camião e descobriu “104 pessoas provenientes da Guatemala, El Salvador, Honduras e Equador, que não apresentaram documentos para uma estada legal no México", informou a Procuradoria-Geral da República.

Os migrantes foram descobertos quando militares instalados no posto de controlo de Oyama mandaram parar o condutor de um camião que não obedeceu à ordem e aumentou a velocidade, seguindo-se uma perseguição.