Um cidadão mexicano suspeito de ser o autor de um massacre, cometido em 2000, foi detido em Sacramento, no estado norte-americano da Califórnia, e deportado para o México, anunciaram, esta quarta-feira, as autoridades.

Genaro Olaguez, 53 anos, foi detido esta quarta-feira, em resposta a um pedido do Governo mexicano nesse sentido, informaram as autoridades de Sacramento.

Apesar de o principal suspeito do massacre, ocorrido em maio de 2000, no estado mexicano de Sinaloa, no norte do país, em que foram mortas oito pessoas, ter apresentado documentos falsos, os agentes federais norte-americanos identificaram-no e detiveram-no.