Um homem norte-americano que tirou, no México, fotos pornográficas a uma menina com o consentimento da sua mãe foi condenado a 199 anos de prisão, anunciou na quarta-feira o procurador-geral.

O cidadão norte-americano, cuja identidade não foi revelada, foi detido em Manzanillo, no estado mexicano de Colima, acusado de "tirar fotografias de caráter sexual a uma menor e enviá-las pela Internet para outros países", de acordo com um comunicado do gabinete do procurador-geral do México.

Considerado culpado de atividade pornográfica em relação a uma pessoa com menos de 18 anos e de porte ilegal de arma de fogo, o norte-americano foi condenado a "199 anos de prisão e uma multa de 1,5 milhões de pesos (cerca de 84.500 euros)", indica o comunicado.