A polícia da Cidade do México libertou na sexta-feira cem mulheres de um estabelecimento noturno, após uma operação contra o tráfico humano e que resultou na detenção de 18 homens.

"Cem mulheres de várias nacionalidades foram libertadas: mexicanas, venezuelanas, colombianas, argentinas, ucranianas e outras da Hungria, Rússia, Brasil e Paraguai", informou a polícia local em comunicado.

Durante a operação foram detidos "18 indivíduos, por suspeita de tráfico de pessoas".

Nos últimos meses, as autoridades mexicanas desmantelaram redes ligadas ao tráfico de mulheres, a maioria delas para fins de exploração sexual.

Nos casos já conhecidos, essas mulheres chegam ao México com uma promessa de emprego - por exemplo, um trabalho de modelo -, mas acabam sequestradas e forçadas a prostituírem-se.