“As investigações mostram que o objetivo do grupo era atacar pequenos grupos de Salafistas, mesquitas e abrigos de asilo”, afirmou o porta-voz do Ministério Público.


“Até agora, o que sabemos é que os detidos tinham explosivos para possíveis ataques do grupo”, afirmou a mesma fonte, acrescentando que ainda não é claro “se já tinham datas ou alvos em mente”.