Cerca de 70 imigrantes ilegais, de origem subsariana, conseguiram entrar esta terça-feira na cidade espanhola de Melilla, depois de saltarem a fronteira com Marrocos, informaram fontes policiais à agência Efe.

A tentativa de assalto em grupo ocorreu pouco antes das 07:00 (menos uma hora em Lisboa), numa zona próxima do Bairro Chinês, onde três dezenas de imigrantes continuam empoleirados no muro.

Segundo comprovou a agência noticiosa espanhola Efe, ao Centro Temporário de Acolhimento de Imigrantes (CETI) chegou um primeiro grupo composto por 12 pessoas, incluindo uma que apresentava ferimentos numa perna, mas pouco tempo depois, um outro grupo, de meia centena de imigrantes, também deu entrada no centro.