Cerca de 300 reclusos tomaram esta terça-feira parte de uma prisão de alta segurança na cidade australiana de Melbourne, após um motim, informaram os ‘media’ locais, citando as autoridades.

Os reclusos, muitos de rosto coberto por panos e armados com paus e barras, tomaram alas da prisão, obrigando à retirada inicial de cerca de 200 funcionários da cadeia de Ravenhall, acrescentam.

As autoridades indicaram não haver registo de feridos, estando a investigar as razões que estarão na origem do motim na prisão de Ravenhall, que tem capacidade para acolher 723 pessoas.

Segundo o canal australiano ABC, o incidente tem lugar antes da entrada em vigor da proibição de fumar nas instalações penitenciárias, pelo que essa pode ser uma das causas da revolta.

Um porta-voz dos Serviços Prisionais do Estado de Victoria, cuja capital é Melbourne, confirmou a mobilização de efetivos de segurança e de emergência.