Melania Trump viajou, esta quinta-feira, para o Texas para visitar as crianças imigrantes separadas dos pais na cidade de McAllen - o mesmo local onde a menina que aparece na capa da revista TIME foi fotografada. O que parecia ser uma afronta ao governo do marido Donald Trump, acabou por fazer aumentar a polémica dos últimos dias em volta dos centros de detenção temporários na fronteira dos EUA com o México.

Tudo porque a primeira-dama norte-americana embarcou na viagem com um casaco que dizia em letras garrafais: "Não quero saber, tu queres?" A frase pintada na peça de roupa da Zara - outro dos pontos apontados a Melania Trump que usou uma marca de retalho para esta visita e não uma marca de luxo - indignou ainda mais o mundo que nos últimos dias se tem vindo a manifestar contra o que se passa quando as famílias de imigrantes são separados nas fronteiras.

As fotografias foram tiradas enquanto a primeira-dama entrava para o Air Force One na base aérea de Andrews Air Force, em Maryland. No entanto, quando chegou ao destino, no Texas, já vestia outro casaco, de cor beije e sem letras pintadas.

Perante toda a polémica gerada pela frase, Donald Trump rapidamente saiu em defesa da esposa, dizendo que a mensagem era dirigida à imprensa de notícias falsas. 

"Melania aprendeu como eles são desonestos e ela realmente já não se importa mais", escreveu o presidente dos EUA.

No entanto, a resposta não convenceu e a porta-voz de Melania, Stephanie Grisham - a mesma que disse que a viagem foi "100% ideia" da primeira-dama porque queria “ver de perto o que está realmente a acontecer” - decidiu reforçar o ataque à imprensa dizer que se tratava "apenas de um casaco".

"A visita de hoje com as crianças no Texas teve um grande impacto na primeira-dama. Se os media gastassem o seu tempo e a sua energia nas ações e esforços dela para ajudar as crianças - ao invés de especularem e focarem-se no seu guarda-roupa - poderíamos conseguir muitos sucessos em nome das crianças. #ElaPreocupa-se #ÉApenasUmCasaco", pode ler-se no Twitter.

Mas o mundo não concorda que seja apenas um casaco com uma mensagem. Concorda apenas que foi uma escolha "infeliz" e inconveniente da primeira-dama para uma visita que podia mostrar que realmente se importava com o que se tem vindo a passar nos centros de detenção temporários da fronteira.

E nas redes sociais rapidamente a primeira-dama teve resposta à pergunta que levava pintada no seu casaco de 40 euros: "Todos nos importamos".

 

We Should All Care

Uma publicação partilhada por Justin Teodoro (@justinteodoro) a

A visita de Melania acontece um dia depois de Donald Trump ter assinado um documento que vem, aparentemente, por fim a uma política de imigração que, só nos últimos meses, já separou mais de 2300 crianças dos pais e familiares com quem atravessaram ou tentaram atravessar ilegalmente a fronteira.