Melania Trump não é o que parece e não vive o conto de fadas que muitos imaginam. A confissão é da primeira-dama francesa, que conviveu com a mulher do presidente dos Estados Unidos durante uma visita de Estado de três dias a Washington, na semana passada.

Brigitte Macron ficou, aliás, chocada com as restrições à liberdade de Melania que, ao contrário de si, não pode passear pela cidade nem sequer pelos jardins da casa mais vigiada do país.

Ela não pode fazer nada. Melania não pode sequer abrir uma janela da Casa Branca. Ela não pode sair. Tem muito mais restrições do que eu. Eu saio todos os dias em Paris”, descreveu a mulher de Emmanuel Macron ao jornal francês Le Monde.

Mas, porventura, aquilo que muitos não imaginam é que Melania Trump é uma mulher com sentido de humor, garantiu Brigitte Macron. Quem a vê quase sempre de rosto fechado, particularmente quando está junto do marido e recusa dar-lhe a mão, não acreditará que Melania ri, e muito.

Tudo é interpretado, tudo é interpretado em excesso. Ela é uma mulher com uma personalidade forte, mas esforça-se para escondê-lo. Ela ri com muita facilidade, mas mostra-o menos do que eu”, contou Brigitte Macron.

Mas, para a primeira-dama francesa, o melhor de Melania, ex-modelo de 48 anos, que fala cinco línguas, é que ela é uma mulher “simpática, charmosa, inteligente e muito aberta”.

Durante a visita de Estado as duas mostraram-se sempre muito próximas, cumplicidade que Trump e Macron também não esconderam.