Quarenta e três imigrantes ilegais que seguiam a bordo de um barco foram salvos na noite desta segunda-feira pela marinha espanhola. O resgate ocorreu perto da ilha de Alborán, entre Espanha e Marrocos, depois de a embarcação ter sido localizada por um avião Sasemar.

Os ocupantes da embarcação, incluindo quatro mulheres e quatro crianças, estão aparentemente bem e foram transportados para outro barco que os levou até ao porto de Motril, em Granada.

No porto foi montado um dispositivo de apoio pela Cruz Vermelha segundo a agência Efe.

Entretanto, 27 dos 28 sobreviventes do naufrágio no Mediterrâneo no domingo, que fez pelo menos 800 mortos, segundo a ONU, já chegaram a Catania, na Sicília.

Segundo a agência Reuters, dois dos sobreviventes foram detidos, logo após o desembarque, por suspeitas de se tratarem de traficantes de pessoas.