The Independent, a crónica da morte anunciada deste jornal britânico foi feita esta sexta-feira pelo dono. Evgeny Lebedev, russo nascido em Londres, detém o título há seis anos. Ao fim de praticamente trinta anos nas bancas, o “Indy” vai morrer no final de março. A última edição em papel sairá no dia 26 de março. O Independent On Sunday sai pela última vez para os quiosques no dia 20 do mesmo mês.

 

The Independent newspaper is closing - last edition will be on 26th March and last Independent on Sunday on 20 March. Website will continue.

 

O Guardian revela que 150 dos jornalistas a tempo inteiro do jornal e da publicação i pode perder o emprego. Vinte a quarenta dos profissionais devem transitar para o grupo de comunicação que vai comprar o suplemento.

 

O futuro escreve-se online

“A Internet matou o Independent”, escrevia-se na quinta-feira no Guardian. Vários anos de perda de receita, sem que os custos de produção fossem pagos por um número de leitores reduzidos.

Mas, o fim do jornal tradicional em papel é, neste caso, o princípio de uma era totalmente digital.

Aliás, o Independent vai ser o primeiro jornal nacional com uma edição exclusivamente online, apostando em novos conteúdos e abrindo delegações em vários países, segundo apurou a Reuters, revelando uma tendência já manifestada pela BBC para o seu canal de notícias.