As fortes intempéries no Chile causaram, até agora, dois mortos e 24 desaparecidos no norte do país, anunciou na quarta-feira o Governo chileno, que já decretou «estado de emergência».

«Confirmamos a morte de duas pessoas», um homem de 34 anos e uma mulher de 45 anos, declarou o vice-ministro do Interior, Mahmud Aleuy, durante uma conferência de imprensa na noite de quarta-feira.

A forte tempestade, com chuvas torrenciais, que se abate na região desde terça-feira causou também 700 acidentes e milhares de deslocados.