Pelo menos 17 pessoas morreram em consequência da época de chuvas que Moçambique atravessa desde outubro do último ano, disse esta quarta-feira a ministra de Administração Estatal moçambicana, Carmelita Namashalua, falando na Assembleia da República.

De acordo com Carmelita Namashalua, sete pessoas morreram depois de terem sido atingidas por raios, cinco por afogamento, quatro por desabamento de habitações e uma pela queda de uma árvore, num balanço de 17 mortes associadas à atual época de chuvas.

A ministra adiantou que mais de 70 pessoas ficaram feridas, tendo sido perdidas 1.665 habitações e cerca de 5.900 ficado danificadas.