O primeiro-ministro holandês afirmou este sábado que esta é a última oportunidade do presidente russo mostrar que quer mesmo ajudar que Putin tem de permitir o acesso à zona da Ucrânia, que está controlada pelos russos para que os corpos possam ser recolhidos, avança a Reuters.

«Ele [Putin] tem de assumir responsabilidade em relação aos rebeldes», disse o primeiro-ministro da Holanda.

«A Holanda e o mundo vão ver se ele faz o que tem de ser feito. Tendo em conta os desenvolvimentos e as imagens desta manhã, enviei uma mensagem ao presidente [da Rússia] para lhe pedir novamente que exerça a sua influência sobre os rebeldes», acrescentou o líder do governo da Holanda.

Rutte afirmou ainda que ficou «chocado com as imagens de comportamentos totalmente desrespeitosos no local do acidente», referindo-se aos corpos dos passageiros que teriam sido, alegadamente, arrastados e deixados a apodrecer no local.