A Academia Americana de Pediatria (AAP) admite o uso de marijuana no tratamento de crianças com certas doenças debilitantes, para lhes amenizar as dores. A Academia revê assim a posição emitida há 10 anos e diz agora que, em alguns casos, as crianças com algumas doenças debilitantes possam ser tratadas com marijuana para alívio das dores.
 
«A Academia reconhece algumas exceções devem ser feitas para uso compassivo», diz a AAP em comunicado citado pela «Time».
 
O grupo de pediatras sublinha que é contra a legalização da marijuana e esclarece no comunicado que apenas admite exceções para o «uso compassivo» em crianças a braços com doenças debilitantes e que lhes limitam a qualidade de vida.