As eleições gerais em Espanha deverão realizar-se a 20 de dezembro, assumiu o primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy, nesta quinta-feira, em entrevista à rádio Cadena Cope.

"Logo que o Orçamento para 2016 seja aprovado marcarei as eleições. O mais provável é que haja eleições gerais a 20 de dezembro", disse o chefe do Governo espanhol.

Esta entrevista acontece apenas dois dias depois de o seu partido, o PP, ter submetido ao Congresso uma proposta de lei de reforma urgente que permita ao Tribunal Constitucional multar e inclusive suspender os funcionários e governantes que não cumpram as suas resoluções, uma iniciativa a aplicar a todas as administrações regionais e pensada inclusive para um cenário de declaração unilateral de independência da Catalunha, escreve o El País.
 
A respeito da independência da Catalunha, Mariano Rajoy frisou que tal "nunca acontecerá". "É um disparate", afirmou.