Mariah Grove estava sozinha em casa quando entrou em trabalho de parto. Tudo isto poderia ser normal não fosse a mãe não conseguir chamar ajuda e o parto só estar previsto para 21 de janeiro.

Mariah, de Indianapolis, tinha planeado o parto da primeira filha em casa para o final do mês e nunca pensou em ter que o fazer sozinha. Por isso, quando no domingo à noite entrou em trabalho de parto, a mulher estava sozinha em casa e a cidade debaixo de uma tempestade de neve. Mariah ainda ligou para a mãe e para as parteiras, mas nenhuma delas conseguiu chegar a sua casa porque a neve já tinha atingido os 20 centímetros.

As águas acabariam por romper cerca das 2 da madrugada e, ao invés de entrar em pânico, conseguiu ter a filha sozinha no seu quarto. Felizmente, a mãe e a filha não tiveram complicações e tudo correu bem no parto.

«Assim que as águas rebentaram eu percebi o que ia acontecer e o medo desapareceu. Eu percebi que não havia ninguém para me ajudar, que tínhamos de ser uma equipa e fazer isto sozinhas. E fizemos», afirmou Grove ao «RTV6».

Mariah e o marido, Sam, decidiram chamar a menina de Evangeline Beatrix. A bebé nasceu com 50 centímetros e 3,400 kg.