A polícia e uma organização não-governamental gregas receberam milhares de chamadas telefónicas de todo o mundo de cidadãos dispostos a ajudar a procurar os pais biológicos de uma menina aparecida na quinta-feira num acampamento cigano no país.

A organização «O sorriso da criança», que assumiu a custódia provisória da menina de quatro anos aparecida na localidade de Fársala, informou que só no sábado, após a polícia pedir a cooperação da Interpol, foram recebidas mais de 5.000 chamadas.

No entanto, ainda não há pistas concretas sobre os pais.

A menina é loira e tem tez pálida e nenhuma semelhança com as outras crianças romenas de que o casal que a tinha a seu cargo diz ser pai. Testes de ADN provaram mesmo que a criança, que acreditam chamar-se Maria, não tem qualquer parentesco com os alegados pais.